+55 11 97489-7338 Seg - Sex 9:00 - 19:00 | Sáb 10:00 - 17:00 Guarulhos, São Paulo
+55 11 97489-7338 Seg - Sex 9:00 - 19:00 | Sáb 10:00 - 17:00 Guarulhos, São Paulo
Reflexologia | Massagem São Paulo Guarulhos

Reflexologia Podal

Reflexologia Podal, ou massagem nos pés com finalidades terapêuticas, tem sua origem na medicina chinesa há aproximadamente 5.000 anos, mas tornou-se mais conhecida no Ocidente, a partir do século XX.

O primeiro autor ocidental a escrever sobre áreas reflexas foi Voltolini em 1883. Reflexologia funciona como técnica de pressão aplicada para os pés ou as mãos que interage com sistema nervoso do corpo.

A Reflexologia, ciência que estuda os efeitos reflexos no organismo, demonstrou que os plexos, quando estimulados corretamente, enviam e recebem informações dos órgãos a que são ligados, restabelecendo o funcionamento ideal e a saúde do organismo. A técnica é usada utilizada como apoio a medicina, mas em muitas ocasiões, ela pode ser curadora também, sem a necessidade de tomar remédio e pode ser aplicada em qualquer idade. Seu resultado é progressivo sendo que: cada caso é um caso e o resultando se apresenta após algumas sessões.

Indicações da reflexologia podal

A Reflexologia podal é indicada no combate a úlcera, estresse, gastrite, prisão de ventre, má digestão, gordura no fígado, enxaqueca, insônia, sinusite e hemorroidas.

Auxilia no tratamento de infecções, asma e bronquites, rinite , sinusite, faringite, rouquidão,  e constipações. Pode ainda aliviar dores musculares e lombares, torcicolos, artrite, artrose, tendinites e reumatismo.

Os pontos

CABEÇA (01): Problemas associados a dor: insônia é o mais comum. Mas pode significar ainda cefaleia ou enxaqueca.

TIRÓIDE (02): Problemas associados a dor: dificuldade para digerir carboidratos, lipídios e proteínas. Isso prejudica a absorção de nutrientes vitais para o perfeito funcionamento do corpo. Caso a tireoide não funcione corretamente desde cedo, a criança terá alterações no ritmo de crescimento, podendo sofrer distúrbios de hormônios sexuais influindo, desta forma, na fertilidade.

CORAÇÃO (03) Problemas associados a dor: enfraquecimento do músculo cardíaco, entupimentos de válvulas ou artérias.

PULMÕES (04) Problemas associados a dor: dificuldades respiratórias, tais como bronquite, sinusite e rinite.

FÍGADO (05): Problemas associados a dor: alteração na circulação sanguínea e sistema nervoso. Raiva e nervosismo em excesso também costumam refletir nesse ponto.

VESÍCULA (06): Problemas associados a dor: o mais frequente é a ocorrência de pequenas pedras, mas, em estágios iniciais, pode significar só dificuldades digestivas.

ESTÔMAGO (07) Problemas associados a dor: má digestão ou gastrite. Caso haja alguma saliência na região há chances de ser uma úlcera, algo mais grave. A dor ainda pode ser resultado de preocupações e ansiedade.

RINS (08) Problemas associados a dor:  cisto ou pedras. Também pode refletir medo e insegurança.

COLUNA (09): Problemas associados a dor:  vértebras, principalmente lombares, podem estar “fora do lugar”. O nervo ciático também reflete neste ponto que ainda sinaliza efeitos da TPM.

INTESTINOS (10) Problemas associados a dor:  Infecções, irritações por ingestão de alimentos que agridem as mucosas, disfunções e até pequenos tumores.

BEXIGA (11) Problemas associados a dor:  pode ser um sinal de infecção ou até o surgimento de pequenos tumores.

APÊNDICE (12) Problemas associados a dor:  Princípio de infecção. Em estágio mais avançado, apendicite só é resolvida com cirurgia.

CIÁTICO (13) Problemas associados a dor:  Algum dano ao nervo pode causar dificuldade para flexionar pernas, mexer os pés. Pode ocorrer até mesmo alteração dos reflexos da perna.

BAÇO (14) Problemas associados a dor:  é o órgão do estresse. Dor nesse ponto é sinal de que chegou a hora de relaxar e desligar um pouco dos problemas.

PÂNCREAS (15) Problemas associados a dor:  Infecções, dificuldade ou distúrbios na fabricação de enzimas digestivas.

Fazer um comentário