+55 11 97489-7338 Seg - Sex 9:00 - 19:00 | Sáb 10:00 - 17:00 Guarulhos, São Paulo
+55 11 97489-7338 Seg - Sex 9:00 - 19:00 | Sáb 10:00 - 17:00 Guarulhos, São Paulo
TPM tensão pré menstrual | Massagem São Paulo Guarulhos

TPM – tensão pré menstrual

A tensão pré menstrual, TPM, é um distúrbio neuropsicoendócrino com sintomas que afetam a mulher na esfera biológica, psicológica e social.

A tendência hoje é que a função fisiológica do ovário seja o gatilho que dispara os sintomas da síndrome alterando a atividade da serotonina (neurotransmissor) em nível de sistema nervoso central. A TPM também pode estar relacionada à elevação do estrogênio na fase pré-menstrual ou a queda da progesterona.

Contudo, esses dois fatores não são os únicos envolvidos. O tratamento depende da gravidade dos sintomas e incluem modificações alimentares, comportamentais e tratamentos medicamentosos.

Os sintomas mais comuns da TPM

Desconforto abdominal, fadiga, irritabilidade (nervosismo), tensão, humor deprimido, aumento de apetite, esquecimento e dificuldade de concentração, raiva, choro fácil, palpitações, tonturas, ansiedade (alteração do humor com sentimentos de hostilidade e raiva), depressão (com sensação de desvalia, distúrbio do sono, dificuldade de concentração), cefaléia (dor de cabeça), mastalgia (dor ou aumento da sensibilidade das mamas), retenção de líquidos (inchaço ou dor nas pernas), cansaço, baixa autoestima e desejos por alguns alimentos como chocolates, doces e comidas salgadas.

Deve ser realizado um controle objetivo do ciclo menstrual (através de um diário) pelo período mínimo de dois ciclos. Devem ser excluídos outros transtornos como hiper ou hipotireoidismo, perimenopausa, enxaqueca, fadiga crônica, síndrome do intestino irritável ou exacerbação pré-menstrual de doenças psiquiátricas; depressão, que pode se intensificar nesse período (magnificação pré – menstrual).

O que pode ser confundido com a TPM

Causas psiquiátricas, depressão, distimia, ansiedade generalizada, transtorno do pânico, transtorno bipolar, anemia, distúrbios autoimune, hipotireoidismo, diabetes, epilepsia, endometriose, síndrome da fadiga crônica e doenças do colágeno.

Como combater os sintomas da TPM

A massagem pode ajudar muito na TPM. É que o estresse tem demonstrado intensificar os sintomas da TPM e a massagem acalma as reações do corpo ao estresse, desta forma estaríamos minimizando os efeitos da TPM. Um estudo da universidade de Eulki, na Coreia do Sul, comprovou que essa massagem ameniza a tristeza e o desconforto físico,  características da oscilação hormonal.

O mais importante de todos é o autoconhecimento. Ninguém pode trabalhar com uma coisa que não conhece, nem ter bom desempenho profissional, social ou familiar. Os hormônios mudam nosso humor? Mudam. Vamos, então, trabalhar com eles.

Ela sabe que a mudança dos hormônios vai alterar o seu humor, está anotando no calendário e já percebeu que anda mais irritada. Vamos supor que esteja marcada uma reunião com o seu superior, se for à reunião e despejar tudo o que tem vontade e acha que ele deve ouvir, com certeza vai perder o emprego, o que é justo porque não se pode falar tudo aquilo que se pensa. Filtrar o que se diz ajuda a tornar o mundo melhor.

Por isso, é fundamental que a mulher aprenda a controlar-se. Se estiver diante de uma situação difícil, procure adiar a solução para depois que menstruar, quando seu comportamento será diferente. Numa reunião de trabalho, é mais profissional dizer ao chefe que vai analisar um assunto polêmico e depois mandar um relatório por escrito do que ter um destempero e perder o emprego.

Exercícios físicos ajudam muito, porque reduz a tensão, a depressão e melhoram a auto estima. Existe exercício físico mais adequado sim alguns como: exercício aeróbico, mas nem todas podem fazê-lo. Pular, jogar tênis seria o ideal.

No entanto, andar a pé ou de bicicleta, fazer caminhada, arrumar o jardim ou dançar também resolve. O importante é descarregar a tensão e a ansiedade.

Recomendações para alimentação

Quanto a alimentação, existem dietas para a TPM. Se a mulher fica inchada, deve comer menos sal; se tem dor de cabeça, evite fumar quanto estiver ansiosa, procure não comer e beber coisas que possam agravar o quadro.

Frequente na TPM, a melancolia é provocada por um desequilíbrio da energia do pulmão. Para combatê-la, prefira alimentos picantes, que fortalecem esse órgão, como o nabo e o rabanete. O chá perfeito é o de gengibre. Ferva a raiz fresca, coe e beba.

TPM e suas alterações comportamentais (sexualidade feminina)

Entre outras coisas, procurei pesquisar quais as alterações da libido feminina que ocorrem com maior frequência e a conclusão é de que 60% das mulheres estão menos dispostas para a relação sexual na segunda fase do ciclo, isto é, nos 14 dias que antecedem a menstruação. Assim que menstruam, a libido aumenta. É claro que em 30% dos casos acontece exatamente o inverso.

Um conselho para os maridos: se, embora mais sensível e dolorida, ele se aproxima com carinho e ela corresponde, ótimo! Isso vai melhorar o relacionamento e diminuir a tensão. Se ela, porém, não estiver disposta, não force a barra. A menstruação passa e ela volta a sentir desejo.

Recomendações que podem ajudar no controle da TPM:

1. Anote diariamente o que está sentindo e os dias da menstruação. Verifique se os sintomas aparecem alguns dias antes e desaparecem com ela;

2. Não use a TPM como desculpa. Se a mulher tem TPM, precisa de tratamento, porque ninguém é obrigado a tolerar seu mau humor. Saber controlar-se é importante para quem quer crescer pessoa, social e profissionalmente;

3. Exercício físico adianta e merece ser feito;

4. Evite compromissos importantes nos dias de tensão, porque você pode tomar atitudes erradas. Tente adiá-los. No dia seguinte, provavelmente você estará melhor;

5. A mulher precisa aprender a conhecer-se e a viver consigo mesma. Assim ela melhora não só sua qualidade de vida como a de todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente com ela.

Fazer um comentário